Pesquise no Blog

March 31, 2009

10 Conselhos para quem trabalha com música na igreja

Começo justificando o título. Por que não usei "10 conselhos para equipes de louvor" ou "10 conselhos para levitas". Primeiro, porque louvor é todo o culto e não apenas aquele período em que cantamos cânticos. Nós louvamos a Deus quando oramos (se a oração for de louvor), quando lemos a Bíblia (se o texto expressar louvor) e, mesmo em silêncio quando temos uma atitude de louvor a Deus durante o culto. Limitar o louvor ao período de cânticos é desconsiderar tudo que acontece antes e depois. Sobre levitas, este ministério acabou no Antigo Testamento. Os levitas, assim como os sacerdotes, eram instrumentos de Deus dentro da lei cerimonial. Lei cerimonial é a parte da lei que tem relação com as cerimônias e sacrifícios do Antigo Testamento. Esta lei teve seu cumprimento final em Cristo e acabou nele. Jesus derramou a última gota de sangue requerida para expiação de pecados. Portanto, trazer os levitas, os sacerdotes, a arca, o chofar, etc, de volta, é retroceder. É voltar ao Antigo Testamento e desprezar a Aliança da Graça, que tem como sumo-sacerdote o próprio Jesus Cristo. Bem, feitas as ressalvas, vamos aos 10 conselhos:


1. Tenha uma vida de oração. Como você pode participar de um culto sem estar em total comunhão com Deus?

2. Leia constantemente sua Bíblia. O conhecimento de Deus te ajudará a servi-lo melhor no culto.

3. Confronte o que você lê na Bíblia com o modo como você pensa, age e fala. Lembre-se de que o seu testemunho diário é um culto a Deus e é terrível quando vemos, na frente da igreja, pessoas que não tem bom testemunho.

4. Conserte seus relacionamentos (família, vizinhos, trabalho, escola...). Valem as mesmas recomendações do tópico anterior. Como alguém pode estar na direção de um culto se, no dia a dia, tem péssimo testemunho em casa, no trabalho ou na escola?

5. Nos ensaios, tente fazer o seu melhor. Maldito é aquele que faz a obra do Senhor relaxadamente (Jr 48.10). Não diga que "Deus aceita tudo". Ele não aceitou o culto de Caim...

6. No culto, lembre-se que os adoradores estão ali por causa de Jesus e não por sua causa. Esconda-se na cruz de Cristo.

7. Se você é hábil com a voz ou com algum instrumento, lembre-se de que isto foi dado por Deus, logo, nada de vaidades.

8. Não tente atrair atenção para si. Mostrar habilidades nos instrumentos (com solos ou arranjos chamativos) ou com a voz (com improvisos ou melismas) podem atrair atenção para você, desviando a atenção que deve ser dada a Cristo.

9. Depois de cantar/tocar permaneça no culto, participando com atenção. Retirar-se depois dos cânticos é comportamento de "estrela", totalmente impróprio em um culto em que Jesus é o centro.

10. Aprenda a analisar as letras daquilo que você canta. Uma boa melodia, nem sempre traz uma boa letra. E que prejuízo isto causa no culto. Peça ajuda do seu pastor neste sentido.


Por fim, mas com a impressão de que muito ainda deve ser dito, termino recomendando os escritos do Maestro Parcival Modolo. Excelentes para quem quer aprimorar o conhecimento musical e louvar a Deus mais adequadamente.

7 comments:

Helder said...

Style isso Aki! uhuuuuuu

Jeff Healey said...

Grande Haggai!!!
Concordo em número, gênero e grau!!! Apesar de isso parecer coisas de velho(gostar de música antiga), eu permaneço com o estilo musical dos Vencedores por Cristo como principal fonte, toco alguma coisa das novas músicas evangélicas, mas são realmente muito poucas, pois hoje em dia a MPE (Música Popular Evangélica) anda uma comercial as pessoas estão mais preocupadas com a estética do que com a adoração real e verdadeira, aquilo de se viver o que se canta muita igreja deixou pra traz. Sem contar as igrejas que extinguiram os hinos dos cultos, só posso dizer que é lamentável.
Parabéns pelo excelente texto.
abraço

Rev. Ageu Magalhães said...

Grande Jeff Healey, fico feliz em saber que você ainda está envolvido na música da igreja. Aliás, bom tempos aqueles em que cantávamos juntos. Um forte abraço, com saudades. Ageu.

Jeff said...

Pois é, graças a Deus... Já estive lá em Porto Alegre, talvez vc conheça alguém de lá, eu conversava muito com o Pb. Napoleão da 1ª. de Porto Alegre, mas frequentava a 2ª Igreja do Rev. Osias, pois eu tocava e cantava no louvor e participava do grupo de teatro deles.
Realmente bons tempos, lembro sempre que fazíamos segunda voz de qualquer música né!? Sempre que ouço Mensagem, Acappella ou Take 6 lembro de vc... Ultimamente tenho ouvido Casting Crowns que é a banda que fez a trilha sonora do filme Facing the Giants, muito bom por sinal, sem contar que o melhor é saber que o filme foi feito por pessoas da igreja, simplesmente fantástico, é o poder de Deus agindo na vida das pessoas.
Abraços aqui do Rio de Janeiro.

Rev. Ageu Magalhães said...

Caro Jeff, em Julho do ano passado o seminário realizou uma viagem missionária no Rio Grande do Sul e nossa base era a 1ª IP de Porto Alegre. O Pb. Napoleão, gente finíssima, era nosso coordenador. Esta tudo registrado no www.diariodebordojmc.blogspot.com/

Sobre o Facing the Giants, que filme maravilhoso. Tocante. Um instrumento de evangelização.

Saudades das segundas vozes. Forte abraço, Ageu.

Jeff said...

Muito gente boa mesmo, pode deixar que vou dar uma olhada no blog. Por falar em blog, você pode visitar o meu também (é novinho em folha, tem duas semanas) http://tonacorreria.blogspot.com
Fala um pouco sobre o que ando fazendo em termos de esportes e comento alguma coisa do cotidiano tbm.
abraço e saudades das segundas vozes.
Forte abraço Haggai, abraço no "haggaizinho" tbm, lindo por sinal, inda bem que puxou a mãe né!? hehehehehe
Ah, o Marcelo te mandou um abraço lá de Lincoln-UK, ele já é papai, depois te mando o endereço de fotos dele pelo orkut.

Rev. Ageu Magalhães said...

Legal, vou visitar o blog. Forte abraço, Ageu.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails